sábado, 13 de setembro de 2008

À sombra da Águia Calva

Depois de um longo período de latência, ocultada dentro fortaleza econômica americana, a bolha imobiliária inevitavelmente explodiu, e causou grandes prejuízos em todo o setor financeiro, as bolsas do mundo inteiro caíram vertiginosamente; além disso, gigantes bancos americanos, fontes de boa parte da base do crédito oferecido ao planeta tiveram fortes perdas, e 12 já declararam falência; a médio prazo isso causará uma relevante desaceleração na economia. Alguns insinuaram comparações com a crise de 1929, a maior que o século passado atravessou, pois, também nasceu no berço do capitalismo moderno, os EUA, e que com a intervenção ativa do governo, encerrou o chamado liberalismo clássico. A partir daí a nova doutrina, neoliberal, vigente até hoje, propõe a não ou a mínima participação do Estado, enquanto nação, na economia de mercado, literalmente o ainda: "laissez faire, laissez aller, laissez passer",  que significa "deixai fazer, deixai ir, deixai passar", o que dá as empresas grande autonomia; diante do colapso financeiro que os EUA enfrentam e que contamina o resto do mundo, o Estado americano teve então que contradizer esse viés, e intervir para evitar que os bancos que são as pernas do capitalismo fossem arrancadas, para salvar o sistema, além de barganhar a seguradora AIG, injetou quase 180 bilhões na economia visando acalmar o mercado diminuir a volatilidade e aumentar a liquidez (a confiança do investidor), e o FED ainda deve criar um fundo de cerca de 500 a 600 bilhões em busca de conter essa devastação sem precedentes.

Agora, se esses bancos estavam à beira da bancarrota, por que será que não houve um plano cautelar de ajuda do governo no intuito de evitar a quebra e a falência dessas instituições supra importantes. Será que deixar fluir esse clima de tensão e temor, e em seguida reerguer a economia gloriosamente com todo o poderio imperialista, não foi estratégia? Pode ser que não, mas historicamente eles vêm se autodenominando salvadores da Terra, detentores da liberdade, mas enfim, são coisas que só a teoria da conspiração no seu mais alto grau de ironia pode explicar.
Pensando a crise a nível de Brasil, por enquanto só algumas baixas na bolsa que somente seguiu a tendência global, embora tenha um certo equilíbrio no momento; nosso banco central vendeu algumas centenas de milhões de dólares objetivando segurar a subida do dólar e manter o cenário interno do país intacto contra os efeitos da depressão. Como a crise do crédito hipotecário nos Estados Unidos atinge diretamente os bancos, então por que os bancos brasileiros estão imunes? A resposta é bem fácil e 'velha', dá para responder por silogismo: quem mais lucra e tem maior rentabilidade com os elevados juros no país são os bancos privados, logo, não têm porque se aventurar comprando títulos de hipoteca estadudinense. Veja como a vida e essa frase são irônicas: Lula que tanto deu lucro os banqueiros e é criticado por isso, hoje tem o mérito do seu governo, que é a economia, 'salvo' pelos bancos privados.

20 comentários:

Márcio Ribeiro disse...

A verdade é que essa crise imobiliária já vinha a tempos dando seus sinais. 80% do PIB americano é revertido em crédito, para eles comprarem o que quiserem, na maioria sua belas casas com gramado na frente e cercas branca.

O fato é que com a quebra dessas instituições, abriu precedente para algo inédito - um país comunista salvas instituições capitalistas. Como está acontecendo com a China que esta salvando algumas instituições.

Sinais dos tempos...

Lorii disse...

muito interessante seu blog
=]
bj

Felipe disse...

O Bush finalmente admitiu que ele naum pode ser o DONO do mundo! O Poderoso chefao quem sabe...

http://mundop-o-p.blogspot.com/

Buscando Parcerias...

marcio disse...

Bem notado. O tempo faz mostrar-e a que quem está na frente dessa maratona, mesmo que derrubando todos, pode tropeçar na sua propria fraqueza.

www.tenhoteoria.bogspot.com

Everaldo Ygor disse...

Tal como Roma...
Um dia o Imperio vai ruir...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Stanley Marques disse...

Acredito em ciclos. Os EUA se tornaram a maior potência mundial e a tendência é que outra nação ocupe tão disputada posição de liderança. Sobre o Brasil, os antipetistas devem estar furiosos e os brasileiros, de certa maneira, aliviados. òtimo texto.


passa lá
www.antologiaracional.com

nanaxinha_dk disse...

gostei do blog, o eua esta perdendo sua hegemonia...o sistema que eles implantaram nao deu tao certo assim

Márcio Ribeiro disse...

Talvez tenha chegado a vez da China liderar o ranking das superpotências.

caius marcellus disse...

interessante o texto... mas não sei se a China tem know how para ser a nova potência mundial.

GiGaNTE disse...

Pronto cara, eu adicionei seu banner, o nosse ta la no blog!

douglasfert disse...

Posso me abster do comentário do post e comentar oBlog?

Achei ele com temas sérios e aprofundados. Mas creio que peca no LayOut, que não condiz com o conteúdo do Blog.

Esta não é uma crítica, apenas um toque. Se quiser releve-o.


abrsss...

Prolixo Lacônico disse...

Já disseram ue foi culpa do Bush...

GiGaNTE disse...

Tranquilo cara!

Silva disse...

Bush ta tendo um fim de mandato 'lindo'.

Anônimo disse...

Acho que depois da recessao havera uma fase de reequilibrio que vai por as coisas em ordem novamente.

Márcio Daniel Ramos disse...

muito estranho o que acontece nos Estados Unidos, agora o que me apavora é a influencia do puro e simples boato nos investidores. todas as bolsas do mundo cairam, independente das medidas tomadas pelos governos. mais creio que a economia internacional não vai a falencia, tomara que não...

Márcio Daniel Ramos disse...

há, e este blog está denovo em minha lista de links preferidos. seu artigos são ótimos.

Liizy disse...

Achei interessante o seu texto, mas acho que a China, será uma potencia mundial em breve ^^"

Ellen Regina - facetasdemim disse...

É o fim de mandato que o Bush merece!

nerdsedentario disse...

A china já é uma potência mundial. Só que os EUA como se acham, sempre vão estar em primeiro.
Adorei seu blog, blog com muito potencial.